Blog

Notícias do mundo da música!
22 janeiro 2015

Sertanejo Raiz – Um pouco da história de Bob Joe, o “Cawboy das Américas”

Amigos do Sertanejo Oficial e amantes da música sertaneja, hoje vocês irão conhecer um pouco da história do lendário Bob Joe. Com ajuda da jornalista e pesquisadora Sandra Peripato, fiz esse resumão sobre o Cowboy das Américas.

Bob Joe nasceu em Caculé, no estado da Bahia. Apaixonado pela música, na época em que tocava o gado na fazenda de seu pai, cantarolava com seu tireolei.

Inspirado no personagem Rex Alen do filme “Índio nas Montanhas do Tirol” criando assim um estilo marcante que o consagrou como grande percursos do country no Brasil. O primeiro disco veio por intermédio do amigo Zé da Estrada, da dupla com Pedro Bento que gentilmente não hesitou em usar seu prestígio, apresentando Bob Joe para seu diretor artístico pleiteando sua inclusão no cast da gravadora, no que foi prontamente atendido. Sem surpresa, o disco foi grande sucesso em execução de vendagem superando as expectativas. Daí por diante Bob Joe ficou famoso e conquistou automaticamente a consagração ao colecionar vários sucessos. Entre os mais conhecidos temos: Oh Suzana, Cherreteiro do Amor, Vaquinha Salomé, Estância City entre outros.

Gravou 2 discos de 78 rotações, Cds e 18 LPs, sendo que alguns teve a participação especial da cantora e acordionista Linda Maria. Na década de 1970 Bob Joe e Linda Maria foram diretores artísticos do primeiro programa de rodeio na televisão brasileira “Os Grandes Rodeios” na TV Cultura dando continuidade na TV Bandeirantes com a direção e apresentação de Aldeni Faia.

Viajou por várias regiões do Brasil fazendo shows em feira agropecuárias, rodeios, festa de prefeituras, circos e eventos em geral, sempre com sucesso de público garantindo graças ao seu talento. Contudo Bob Joe sempre foi ousado e pronto para enfrentar novos desafios em sua carreira, principalmente quando aceitou o convite de Beto Carrero, seu amigo, para ser artista exclusivo onde atuou com brilhantismo nos últimos dez anos.

Em 2009 atendendo a pedidos, fez uma participação no CD do narrador de rodeios Gleydson Rodrigues e em 2011 do DVD da dupla Gilberto e Gilmar.

Recentemente aceitou a ideia de gravar um CD, o repertório composto de 16 músicas na mais nova linguagem country nacional. O Cawboy das Américas continua firme sua jornada em prol a nossa cultura brasileira.

Semana que vem tem mais curiosidades e histórias da nossa música sertaneja, grande abraço.

Por: Luiz Henrique Pelícia (Caipirão) para o Sertanejo Oficial

Fonte: www.clubedocaipirao.com.br